domingo, 22 de junho de 2014

Eu prometo

Estava agora pouco assistindo a um filme muito interessante.
Trazia a reflexão de assuntos sobre o casamento.

O que é o casamento, visto a outros olhos que não sejam os padrões sociais?
É uma escolha, é uma promessa de fidelidade eterna entre duas pessoas que se amam.
Ao menos, é o que penso.

O principal não é o "sim" no altar,
Mas o cumprir dos votos dia após dia.
Não me emporta se o vestido é branco, rosa ou azul,
Mas sim o tamanho do seu respeito.

Não me importa se uso o mais lindo véu,
Se seus olhos não forem apenas meus,
Se meu coração não for seu.

De nada vale a carruagem na frente da igreja, se quem me acompanhará não for um príncipe.

Não emporta se casarmos numa praia, no campo, ou numa igrejinha na cidade onde você cresceu,
O que conta são os beijos no café da manhã, os abraços nas noites frias, sua voz sussurrando em meu ouvido enquanto me abraça.

O que conta são os pulos que darei na cama para te acordar, o brigadeiro de panela mais gostoso do mundo que irei fazer e as massagens longas depois do trabalho.

Não emporta o papel assinado, se não for de coração.
Serão como mentiras, como uma peça de teatro, como bolhas de sabão.

De nada vale as promessas no altar,
Se o " Eu te amo" não durar para sempre.


Nenhum comentário:

Postar um comentário